Como converter o carro para GNV

A instabilidade nos preços da gasolina e etanol, tem feito com que os brasileiros busquem alternativas para driblar os altos preços. Nesse sentido, a busca por como converter o carro para GNV cresceu nos últimos meses, e é sobre isso que falaremos hoje!

publicidade
Como converter o carro para GNV
Como converter o carro para GNV

O interesse no GNV

Antes de falarmos como converter o carro para GNV, vamos primeiro entender o que é esse método.

publicidade

A princípio, o Gás Natural Veicular – GNV é um tipo de combustível que possui a menor incidência de poluição. Nesse sentido, é formado por hidrocarbonetos leves, metano e etano.

Desse modo, a ação da pressão atmosférica e da temperatura fazem com que esses compostos permaneçam em estado gasoso. Então, quando comparado a outros tipos de combustíveis, o GNV é mais limpo. Ou seja, é extremamente benéfico para o meio ambiente.

publicidade

✓ Veja também:

publicidade

Porém, apesar de trazer inúmeras vantagens, é preciso destacar que converter o carro para o gás natural pode ser um processo caro e nem sempre viável para os donos de carros.

Contudo, não podemos negar que existem vantagens em converter o carro para GNV. Por exemplo, os motoristas que optam pelo sistema, podem conseguir incentivos financeiros, como desconto no IPVA.

publicidade

Além disso, alguns motoristas percebem uma maior durabilidade de certas peças do carro. Isso porque o gás é um combustível seco e que não produz resíduos nas partes internas do motor.

Porém, há condutores que notam maior desgaste, como é o caso do cabeçote, que pode ser trincado graças à maior pressão de um sistema a gás, os cabos da vela que também devem ser trocados com maior frequência. 

publicidade

Por fim, a instalação do GNV faz com que o carro perca um pouco de potência, cerca de 10% para modelos antigos, e até 4% para os modelos mais novos.


Como converter o carro para GNV

Primeiramente, nós reforçamos aqui que o método de converter o carro para GNV deve ser feito por um profissional especializado e que tenha oficina homologada pelo INMETRO. Logo, a conversão feita de forma pirata pode causar danos ao veículo e se tornar até perigosa.

publicidade

✓ Veja mais informações:

publicidade

Desse modo, o carro passará por uma avaliação técnica para averiguar se existem as condições suficientes para que o método de conversão seja feito. Desse modo, o carro movido a GNV trabalha com uma tensão muito maior na ignição.

Logo, existe a possibilidade das peças precisarem ser trocadas, como é o caso de cabos, velas e bobina, como já mencionamos.

Assim, ao verificar as boas condições do carro, é hora de iniciar o processo de converter o carro para GNV. Primeiro, são feitos alguns furos no porta-malas, para fixação do suporte dos cilindros e para a passagem das tubulações que ligam o gás ao motor.

publicidade

Esses suportes são pré-fabricados conforme a medida do porta-malas, e os cilindros variam entre 7,5m³ e 15 m³. Dessa forma, alguns veículos podem ter dois cilindros pequenos, fixados no assoalho do carro.

Entretanto, as tubulações passam por baixo do chassi e são fixadas de forma minuciosa, e para esta tarefa são utilizados pequenos parafusos, conforme exigência do INMETRO.

Então, após uma cuidadosa preparação, a conversão do GNV é feita. Agora é hora de testar o sistema, para identificar qualquer tipo de falha ou até vazamentos. Então, se tudo estiver correto, o carro é liberado para trafegar.

publicidade
Este artigo foi útil? AVALIE

Avaliação média:
Total de Votos:

Como converter o carro para GNV

Diogo Toscano
Redator especialista no mundo automotivo, é produtor de conteúdo online desde 2016 com foco na área de carros. Com o seu conhecimento e experiência traz para o site, conteúdos atualizados e informativos sobre o mundo automobilístico.